what image shows

Catarina Resende

“Ensinaram-me, desde muito cedo, que a liberdade e a democracia são bens preciosos e que, em nome dos que nunca as tiveram e, sobretudo, em nome dos que por elas lutaram, tinha o dever de as respeitar e por elas batalhar até ao último dia da minha vida.
Foi no PS que, também desde muito cedo, encontrei terreno fértil para cumprir esse dever. Num PS plural e rico por possibilitar a discordância; num PS entusiasmante por promover a discussão de ideias novas e intransigente no respeito pelos valores da liberdade, igualdade e fraternidade.
No PS conheci pessoas corajosas e comprometidas. Pessoas solidárias e empenhadas. Pessoas que respeitam integralmente a liberdade e a democracia.
Há dois anos, depois de ter vivenciado de forma muito próxima as primeiras eleições primárias para designacão do candidato do Ps a primeiro-ministro, percebi que as eleições primárias são determinantes para revigorar a democracia e o partido e foi na sua defesa que me juntei ao movimento RESGATAR A DEMOCRACIA.
Dois anos volvidos, ainda com as eleições primárias por cumprir, volto a apoiar o movimento REINVENTAR PORTUGAL, que continua a fazer desta uma das suas principais bandeiras.
O Daniel Adrião, 1ro subscritor da mocão REINVENTAR PORTUGAL que será apresentada no próximo Congresso Nacional, merece-me respeito e confiança. Aprecio, sobretudo, a sua entrega às causas em que acredita e admiro a sua capacidade de resistir e de persistir. Sei que com ele à frente deste movimento, as eleições primárias acabarão por tornar-se uma rotina saudável na vida do PS e de Portugal.
Ninguém no REINVENTAR PORTUGAL está contra o PS ou contra António Costa. Muito pelo contrário: queremos um PS coeso e participado e promotor da aproximacão dos cidadãos à política.
Sou do PS e quero que o meu partido continue plural e respeitador da diversidade de opiniões e, por isso, é com convicção e muita honra que apoio o movimento REINVENTAR PORTUGAL.”

Next Post

Previous Post

© 2018 Movimento Resgatar a Democracia